Seria


posted by Tiago Peçanha

No comments


Estar esperando por um vai e vem
No caminho que quebra na esquerda e vira na direita
Encostado no hidrante, pausado num instante
A metros, sussurros; indelicados, vinham de encontro
Falaram a cabeça do ouvido a dissonância
Um sussurro com gosto de berro, de arder de ouvir
Passou lá na quebra da direita e virando a esquerda
Um o avião para o Amazonas; outro o ônibus para o Paraná
Quase como aves migrando para leste e não para o sul
Obrigando a comparação de cima a baixo sem encaixo  
Ora um disco de vinil rodado ao contrário
Ora um suéter costurado do avesso
Ora uma semínima escrita num papel milimetrado
Ora uma bicicleta que só andava para trás
De encontro ao descompasso, no embalo da dança sem par
O desencontro, assim de todo um vacilo
Até a rima ele fez questão de desencontrar

Leave a Reply